Animal Kingdom

0
COM
Em nossa viagem à Orlando, depois de encararmos um dia de muita chuva com uma visita encurtada ao Sea World, acordamos no dia seguinte cheios de esperança de poder ir ao parque aquático. Ao abrir a janela, a decepção. Chovia muito mais que no dia anterior.

Então, munidos de nossas capas de chuva, nos enchemos de coragem e seguimos para o Animal Kingdom.


O Animal Kingdom é um parque deixado de lado por muitas pessoas que programam suas viagens à Disney. Já ouvi várias pessoas dizendo que não fizeram questão de ir, acho que existe uma idéia de que esse é o parque menos interessante da Disney. Ainda que inconscientemente, pode-se dizer que até mesmo este blog o deixou um pouco de lado, pois foi o último parque que escolhi para escrever o meu relato.

Mas a verdade é que eu gostei muito do Animal Kingdom e achei que não deve nada aos outros parques!

Tem uma caracterização muito bonita e conta com algumas das atrações que eu mais gostei em todos os parques: o musical do Nemo e o cinema 4D It´s tough to be a bug.

Mas o dia não começou muito empolgante. Chegamos ao estacionamento do parque e o mundo continuava a desabar lá fora... dos dias chuvosos que pegamos em Orlando, este foi o pior, a chuva estava muito forte mesmo, desanimadora. Havia vários carros no estacionamento, mas poucas pessoas se arriscavam a descer, dava pra ver nos veículos a nossa volta todo mundo sentado aguardando pra ver se a chuva diminuía.



Fizemos o mesmo por um tempo, mas chegou um momento em que resolvemos encarar o parque assim mesmo. A estratégia, então, foi priorizar atrações fechadas, por isso fomos direto ao musical do Rei Leão.


O Animal Kingdom é dividido em sete áreas: Oasis, Discovery Island, Camp Minnie-Mickey, Africa, Rafiki's Planet Watch, Asia e Dinoland USA.

O Festival of The Lion King fica na área Camp Minnie-Mickey, logo à esquerda de quem entra no parque. É um espetáculo lindo, vale muito a pena assistir. O palco fica no centro e as arquibancadas ao seu redor, dividas em quatro setores. No começo do show quatro apresentadores interagem com o público, selecionando uma pessoa de cada setor e pedindo para que todos imitem alguns bichos. Depois começa o musical, com ótimos cantores, os personagens do Rei Leão e muitas acrobacias, lembrando um pouco o Cirque du Soleil.


                                      

Após o show fomos almoçar no Rainforest, que fica na entrada do parque, na região Oasis, como contei neste post.

Quando saímos do restaurante, fomos assistir ao musical Finding Nemo, uma atração que alguns amigos já haviam me dito que valia muito a pena, então eu estava muito curiosa. Ele fica na áera Dinoland USA, onde também fica outra atração muito concorrida: o Dinosaur. Realmente, cada palavra que eu ouvi sobre esse espetáculo era verdade. Ele é muito lindo, apresentado em um teatro, com muitos efeitos incríveis e a caracterização dos personagens é perfeita (bom, mas isso é a especialidade da Disney, né, não tem personagem que não esteja perfeito). Foi, sem dúvida, o melhor show que assisti.





Após o Nemo, finalmente a chuva tinha dado uma trégua, então fomos para a área Africa fazer o Kilimanjaro Safaris. É uma reprodução de um safari africano, entramos em um veículo devidamente caracterizado e fomos andando por um trajeto longo, passando por vários animais.

















Alguns animais chegam bem perto do carro, é muito legal. Eu achei uma atração maravilhosa, repetiria com certeza se eu fosse novamente ao Animal Kingdom.

Depois do safari, fomos ao cinema 4D, It´s Though to Be a Bug.


A atração fica no Discovery Island, dentro da Árvore da Vida, a imagem mais conhecida do Animal Kingdom:



O cinema é muito divertido! De todos os cinemas 3D e 4D dos parques, foi o que mais gostei! Os efeitos são ótimos e a história é muito legal, é baseada no filme Vida de Inseto. É uma atração imperdível!

Quando saímos, estava começando a Mickey's Jammin' Jungle Parade, a parada do Animal Kingdom.




Outra atração muito concorrida no parque, mas que é bem radical, por isso só olhei de fora, é a Expedition Everest. É uma montanha-russa que passa por dentro do Monte Everest.


Então a chuva havia de fato ido embora e até um sol resolveu aparecer. Aproveitamos para andar pelo parque e conhecer as áreas que ainda não havíamos passado. O Animal Kingdom é um parque muito agradável, a gente se sente andando em uma floresta mesmo. Apesar do início molhado (pra não dizer encharcado!) que tivemos, foi um dia muito divertido e proveitoso e eu recomendo incluir esse parque no seu roteiro na Disney!

E como não é muito grande, ainda saimos cedo de lá e tivemos tempo de fazer outros programas em Orlando no mesmo dia. :)



Beto Carrero - um encerramento tumultuado

5
COM
Finalizando os posts sobre o nosso passeio no Beto Carrero, em Santa Catarina, vou falar agora de como o encerramos o dia por lá.

Após assistir o Acqua, fomos até o Mundo Animal. Recomendo muito essa área para quem está com crianças, o zoológico abriga várias espécies, é bem legal.






A minha parte preferida foi o Mundo Mágico das Aves, um aviário em que a gente caminha por dentro, passando bem pertinho das aves. Eu li em alguns lugares que a visita era guiada e que as pessoas recebem muitas informações sobre as espécies que vivem ali, porém, na nossa vez, não havia guia, nem informações. Talvez por estarmos perto do horário de fechamento, mas só havia um funcionário na entrada da atração e passamos reto e entramos sozinhas no aviário.




De lá, fomos direto à última atração do dia, o show de encerramento. Nós queríamos chegar cedo para pegar um bom lugar para assistir o Sonho do Cowboy, o espetáculo que ocorre no Memorial Beto Carrero e é o grande show que fecha o dia no parque. O início era às 18h, então planejamos ir para a fila pelo menos meia hora antes.


Chegamos lá e já havia uma fila bem considerável na porta do Memorial, então entramos nela e garantimos nossos lugares. Porém, o que ninguém esperava é que um temporal começou a se formar no céu. De repente, quando faltava uns vinte minutos para as seis da tarde, caiu aquela chuvarada, típica de verão. As pessoas ficaram agitadas e muitas saíram correndo da fila logo que as primeiras gotas grossas de chuva caíram. Felizmente nós tínhamos uma sombrinha conosco, então continuamos calmamente no nosso lugar. Mas a chuva começou a piorar e as pessoas, diante do Memorial ainda fechado, foram desistindo e se dirigindo à saída do parque. E de repente a chuva atingiu o ápice e então não havia mais fila... todas as pessoas saíram correndo para se abrigar e as que ainda insistiram em ver o show se aglomeraram em frente à entrada. Só nós tínhamos sombrinha, o resto do pessoal estava completamente ensopado! Os ânimos se acirraram, alguns começaram a forçar a entrada, muitos xingando, mas mesmo assim o Memorial continuava fechado. Já passava das 18h e não havia nenhum sinal de que os funcionários fossem liberar a entrada das pessoas. Como o show já deveria ter iniciado àquela hora, nós é que resolvemos desistir. Embora não estivéssemos ensopadas como todas as outras pessoas que se aglomeravam na entrada, nós não vimos sentido em continuar paradas na chuva torrencial sem saber se iriam nos deixar entrar. Já era pra ter começado o show, então não entendemos por que as pessoas não foram liberadas para entrar muito tempo antes. Se tivessem permitido a entrada quando começou a chuva, certamente não teria havido tanta confusão e correria.



Enfim, o dia encerrou meio tumultuado. E ficamos sem conferir o grande show de encerramento do Beto Carrero.

Mas, apesar de todos os contratempos que contei nesta série de posts sobre o Beto Carrero, eu continuo dizendo que vale a pena conhecer o parque. É uma estrutura enorme, com atrações para todos os gostos e um passeio muito divertido. 

Minha dica final é a seguinte: vá na baixa temporada. Se for possível para você, não vá em períodos como final de ano e férias escolares, pois você não conseguirá aproveitar tanto. Se for na baixa temporada, acredito que consiga ver todo o parque em um dia. Mas na alta, reserve pelo menos dois, para curtir com tranquilidade e assistir todos os shows.

Voltando!

2
COM
Oi pessoal!

Depois de um longo período sem aparecer neste blog, finalmente estou de volta!

O que aconteceu durante todo esse tempo?? Uma viagem que se transformou em várias diferentes e me deixou mais tempo fora da rotina que o planejado. Foram tantas experiências novas, tanta coisa que aconteceu em pouco tempo, uma loucura! Alguns exemplos do que me manteve ocupada nos últimos tempos:

  • 7 vôos e muita ansiedade com tudo que envolve voar (medo de perder o vôo, de dar excesso de bagagem, de passar na alfândega, de cansar demais...) 
  • Uma arremetida após tentativa de pouso 
  • Subida na terceira maior pirâmide do mundo e depois vários dias sem conseguir caminhar direito 
  • Descoberta de uma nova paixão... por quesadillas 
  • Assustar crianças (sem querer) no museu de cera 
  • Ver o mar mais lindo que já vi na vida 
  • Entrar no cenário da minha série preferida de todos os tempos 
  • Chegar em um lugar que planejei muito conhecer e ir embora 5 minutos depois por não aguentar em pé de cansaço 
  • Ver as paisagens mais lindas que já vi onde menos esperava 
  • Suspeitar que o SUS é melhor que o sistema de saúde americano 
  • Pegar a gripe americana e ter que mudar todos os planos 

Então, depois de uma bela e tumultuada viagem, uma gripe feroz, muitos dias de repouso e antibiótico, sobrevivi! E agora posso voltar aqui e contar pra vocês sobre todos os lugares maravilhosos que conheci.


Mas antes, tenho algumas pendências com quem está acompanhando minhas postagens... ainda não falei sobre o final do dia no Beto Carrero; ainda não contei sobre o Animal Kingdom; e tem mais algumas coisinhas sobre Miami e Orlando que deixei para contar depois de falar tudo sobre os parques.




Então é isso, aí estão os próximos posts do blog, o que teremos por aqui nos próximos dias. E então, eu passo a contar sobre essa doida viagem que fiz em fevereiro/março. Os próximos destinos que teremos aqui no Feierabend são: Cidade do México, Playa del Carmen, Los Angeles, Anaheim e Las Vegas!


Até mais!